23 de Outubro de 2017

Linhares, 25ºC Nublado

NOTÍCIAS - Geral


Linharense de 10 anos escreve livros e sonha em se tornar físico

Enzo Antônio dos Anjos Pegorette também coleciona prêmios de competições de jiu-jitsu e ainda dá conselhos a outras crianças.

11 de Out de 2017 Autor: Redação CE

Linharense de 10 anos escreve livros e sonha em se tornar físico

Por mais que o vício em internet, jogos eletrônicos e em outros aparatos tecnológicos tenham chegado até ao público infantil, muitas crianças ainda preferem se dedicar às atividades culturais, musicais e esportivas que nem sempre acontecem no meio digital.  O linharense Enzo Antônio dos Anjos Pegorette, de apenas 10 anos, é uma dessas crianças. Além de ser bastante dedicado aos estudos, o menino usa seu tempo livre para praticar atividades marciais, ler, ter contato com a música, escrever e, é claro, brincar. 

Enzo já lançou um livro, cujo título é “O menino que criava invenções”. “É a história de um menino que criava inventos que só podem existir no mundo infantil e no imaginário das crianças”, explica ao autor mirim. Ele conta que o gosto pela escrita surgiu aos sete anos de idade, com o apoio do pai. “Ele sempre me incentivou a registrar em desenhos e frases tudo o que eu via. E assim, aos poucos, fui juntando material para ter um livro”, conta Enzo, que ainda pretende lançar outras duas obras.

O garoto também possui talentos esportivos. Adepto do jiu-jitsu, Enzo coleciona títulos de disputas estaduais e até mesmo mundiais. Fã da banda Titãs, ele toca bateria e diz que até arrisca cantar ao microfone. No mais, o pequeno faz parte do Grupo Escoteiro de Linhares e ainda é coroinha na comunidade católica São João Batista, no bairro Interlagos.

Mas o grande sonho do Enzo é, no futuro, estudar física e se tornar astrônomo. “As aulas de ciências sempre me chamaram a atenção, e assim, fui me interessando sobre o espaço, os planetas, os buracos negros e sobre o trabalho com pesquisa e observação. Quero estudar a fundo a origem do universo e o caminho mais lógico é fazer uma graduação em física e depois se me especializar em astronomia”, conta.

Perguntado se ainda existe algo que ele pretende fazer, mas ainda não conseguiu, Enzo revela: “Quero conhecer as pirâmides do Egito, fazer minha faculdade de física e especialização em astronomia, trabalhar num observatório e iniciar muitas pesquisas. Quero também retribuir os meus pais por todas as oportunidades que eles têm me dado para realizar os meus sonhos”. 

Conselhos

O garoto dá algumas dicas para as outras crianças que também possuem talentos, mas ainda não conseguem desenvolvê-los ou colocá-los em prática. “Penso que o principal é não ter vergonha ou medo. É preciso acreditar, por mais difícil que seja, e se os seus pais ou qualquer outra pessoa perceberem que o que você quer fazer é uma coisa boa, eles vão te apoiar”, garante.

E mais: “Se você está na escola, aproveite ao máximo esse tempo. Sempre devemos ser gratos aos nossos professores. Eles são muito importantes! Aproveito para parabenizá-los e agradecer, já que dia 15 de outubro é o dia deles. Penso que devemos seguir sempre os bons exemplos e caminhar no sentido do bem. Assim, poderemos realizar os nossos sonhos e desejos”, conclui. 

FOTO:  

 

O pequeno Enzo sonha em estudar física e se tornar astrônomo (Foto: Arquivo Pessoal)


 

 

© Todos os direitos reservados 2017 - Jornal Correio do Estado

É permitido a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, desde que citada a fonte.