26 de Julho de 2017

Linhares, 25ºC Nublado

NOTÍCIAS - Agricultura


Agricultura capixaba vai receber R$ 1,154 bilhão através do Plano Safra

13 de Jul de 2017 Autor: Guto Netto/ADI-ES

Agricultura capixaba vai receber R$ 1,154 bilhão através do Plano Safra

Valor destinado à agricultura capixaba cresceu 16,81% com redução na taxa de juros em linhas de crédito

O agricultor capixaba terá R$ 1,154 bilhão em financiamentos no Banco do Brasil através do Plano Safra 2017/2018 para financiar suas atividades da safra do próximo ano. O valor destinado para o Espírito Santo é 16,81% superior ao montante do último ano.

Do total de recursos destinados pelo plano de crédito rural do Banco do Brasil, R$ 537 milhões serão para a Agricultura Familiar, R$241 milhões para médios produtores e R$ 376 milhões para a agricultura empresarial. Serão R$ 668 milhões para custeio e comercialização e R$ 486 milhões para investimento.

Entre os destaques do Plano está a redução das taxas de juros dos principais programas em 1 ponto percentual. Para o PCA (Construção e Ampliação de Armazéns) e o Inovagro, a redução é de 2 pontos percentuais.

“Temos uma perspectiva muito boa de incremento na produção agrícola no estado, depois de um momento de dificuldade por conta da crise hídrica. Vamos crescer o volume para custeio em cerca de 20% do que foi oferecido no ano passado. Entendemos que é suficiente para estimular o produtor e a retomada do mercado agrícola no Estado”, disse o superintendente do Banco do Brasil no Espírito Santo, Cássio Daltoé, lembrando de outras medidas que o banco já ofereceu ao produtor para se recuperar da crise hídrica.

 “Para aqueles que tiveram dificuldades nos anos anteriores, a gente agilizou a indenização do seguro rural e, ao mesmo tempo, fizemos a prorrogação dessas dívidas rurais equacionando ao longo do tempo para que ele pudesse retomar a produtividade e, consequentemente, honrar suas pendências”, complementou Daltoé.

O secretario de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, comemorou o incremento no valor destinado ao agricultor capixaba. “O plano consolida que o crédito agrícola está disponível para o produtor rural. Conseguimos aumentar na carteira de crédito agrícola é muito significativo, e é necessária a continuidade destes financiamentos para continuarmos evoluindo nos diversos setores da agricultura”.

Durante seu discurso, o governador do Estado, Paulo Hartung, cobrou uma redução ainda maior das taxas de juros. “Estou satisfeito com esse plano, com um valor que volta a crescer e o custo desse dinheiro que volta a cair e precisa continuar caindo. Ainda foi pouco, porque as taxas de juros, a Selic, estão caindo”, cobrou Hartung que aproveitou para dar uma injeção de ânimo nos produtores que acompanharam o evento. “Nosso agricultor e nossa agricultura estão bombando porque é competitivo no mundo, porque dá show de produtividade a cada ano e avança mais”.

O superintendente do Banco do Brasil destacou ainda que, para este ano, o produtor rural poderá utilizar smartphones durante o planejamento de seu financiamento e simulações. Segundo Daltoé, quem optar pela plataforma digital terá que ir a uma agência do Banco apenas para formalizar o financiamento e assinar os documentos necessários. 

Acordo

Durante o evento, que aconteceu no Palácio Anchieta, também foi assinado o acordo de cooperação técnica entre o Banco do Brasil e o Governo do Espírito Santo, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) e do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), visando ao fortalecimento da divulgação do Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono – que apoia a agricultura sustentável – no Espírito Santo. Além disso, também foi assinada a portaria que institui o Grupo Gestor Estadual do Plano ABC para a redução da emissão de gases do efeito estufa na agricultura.

Na ocasião, foram assinados dois contratos da linha Pronap Custeio Agrícola. Um deles, no valor de R$105.747,80, será utilizado para beneficiamento de lavoura de café Conilon no município de Pancas e o outro, no valor de R$ 121.516,37, para lavoura de morango, no Município de Santa Maria de Jetibá. Foram entregues também cinco tratores financiados na linha Pronaf Mais Alimentos e um veículo utilitário financiado na linha BB Investe Agro. Ao todo, foi entregue quase um milhão de reais em financiamentos.


 

 

© Todos os direitos reservados 2017 - Jornal Correio do Estado

É permitido a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, desde que citada a fonte.