Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Economia

Vendas do comércio de Linhares devem crescer até 10% neste Natal

05 de Dezembro de 2017 Autor: Redação CE

PML Vendas do comércio de Linhares devem crescer até 10% neste Natal

Faltando 20 dias para o Natal, os lojistas de Linhares estão otimistas com as vendas a serem feitas neste período. De acordo com o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio (Sindilojistas) da cidade, Ilson Alves Pessoa, a expectativa é que as vendas natalinas aumentem cerca de 5% a 10% na comparação com a mesma época do ano passado. Essa projeção é mais alta que a estimativa feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES) para as vendas em todo o Estado. No Espírito Santo, a alta deve ser de 2,3%, segundo a federação.

Para o presidente do Sindilojistas, o crescimento das vendas em Linhares se deve a uma maior confiança do consumidor na economia e na capacidade de o comércio local receber e atender compradores de diversas regiões – como os da área rural, por exemplo.

Já o aumento das vendas do comércio em todo o Estado é explicado por diversos fatores. A Fecomércio-ES destaca o mercado de trabalho do Espírito Santo, que movimentou cerca de R$ 3,5 bilhões em salários no terceiro trimestre de 2017 (número 5,5% maior que o registrado para o mesmo trimestre em 2016), e a queda da inflação no país e no Estado, que refletiu em itens típicos consumidos nessa época festiva.

Em nota, a Fecomércio-ES diz que a expectativa divulgada para o Natal está mais  modesta por conta do alto endividamento das famílias e da baixa intenção de consumo das mesmas, constatadas em pesquisas realizadas em Vitória, capital do Estado.  

Movimento aquecido

Daniel Cesconeto Junior, proprietário das lojas Los Netos, Sapatico e Valentini, confirma a boa expectativa para as vendas natalinas em Linhares. “O comércio já começou a dar uma aquecida, então, vejo e estou preparado para vender em torno de 10% a mais do que o Natal de 2016 nas três lojas”, revela.

 

Quem também espera um incremento nas vendas deste natal é Tayara de Azevedo, da loja Fina Flor. “Mesmo diante da crise financeira instalada no Brasil, temos a expectativa de crescer entre 5 a 7% neste Natal. Com a circulação do capital gerado pelo pagamento do 13º salário, os consumidores já começaram a concretizar as suas compras para as festas de fim de ano, e após a segunda quinzena de dezembro, a expectativa é que o comércio aqueça ainda mais”, aposta a lojista. 



    Comentários (0) Enviar Comentário